Como fazer a redução gradual como um profissional
Treinamento

Como fazer a redução gradual como um profissional

Acertar o taper normalmente pode ser a diferença entre uma ótima corrida e correr bem abaixo de suas expectativas.

Acertar o taper normalmente pode ser a diferença entre uma ótima corrida e correr bem abaixo de suas expectativas.

Acertar o taper normalmente pode ser a diferença entre uma ótima corrida e correr bem abaixo de suas expectativas. Scott Overall aconselha como obter seu ponto cônico para que você possa enrolar aquele PB.

Todo o treinamento que você tem feito é provavelmente focado em uma corrida e aquele desejo ardente de correr mais rápido do que você correu antes, você quer correr um PB. Para fazer isso, você precisa estar na linha de partida da melhor forma possível, mas também não estar muito cansado do treinamento que fez antes. É por isso que antes de todas as grandes corridas os atletas de elite terão uma fase em seus treinamentos conhecida como taper. Este é o período de 'descanso' entre terminar sua última sessão difícil e a corrida em si, no entanto, você não quer errar por ter trabalhado tanto nos treinos.

Aqui estão quatro erros que você precisa evitar durante a redução gradual.

1. Não descansando o suficiente

Existe uma linha tênue entre fazer muito e não fazer o suficiente na semana anterior à corrida. Você quer estar na linha de largada sentindo-se bem renovado e pronto para correr, mas não quer exagerar durante a semana. A pior coisa que você pode fazer é entrar em pânico por não ter treinado o suficiente e começar a se quebrar nas sessões e correr mais rápido durante as corridas constantes em um esforço para ficar em forma.

Há um conselho que recebi quando era jovem e ainda me lembro dele até hoje. Disseram-me que nada do que você faz no treinamento na semana anterior à corrida vai deixá-lo mais apto, tudo o que você pode fazer é ficar mais cansado. Não deixe sua corrida no treinamento que antecede a ela. Seja fresco, seja sensato e, acima de tudo, não se atreva a fazer nada que não tenha feito antes ... Como uma corrida de 30 milhas!

2. Descansando muito

Você quer manter o "tiquetaque" na semana da corrida, quer colocar um pouco de esforço nas pernas, mas nada do qual não possa se recuperar rapidamente. Isso pode até ser apenas algumas corridas fáceis com alguns passos no final. Isso significa que você não vai chegar ao dia da corrida e se sentir letárgico porque ficou sentado no sofá a semana toda.

Se você não tem certeza de quanto ou quão pouco correr, a regra geral é fazer cerca de 20-30 por cento de sua quilometragem normal. Se ainda não tiver certeza, pergunte a alguém que já fez isso antes. Basta ter aquela vozinha em sua cabeça dizendo "nada do que você fizer esta semana me deixará mais apto para a corrida".

3. Relaxar

Tente fazer coisas que tirem sua mente da corrida e não desperdice energia ficando nervoso para a corrida, especialmente a semana inteira antes da corrida! Mantenha sua rotina normal e, se possível, mantenha-se o mais longe possível. Beba muito na semana da corrida e certifique-se de que está fazendo de tudo para estar pronto. Você também pode incorporar carboidratos em bebidas, então isso não apenas ajudará você a se hidratar, mas também significará que você está carregando carboidratos.

4. Tenha um plano para o dia da corrida

Você quer que as coisas corram o mais suavemente possível no dia da corrida real e, para fazer isso, você precisa ter certeza de que sabe onde precisa estar e a que horas precisa estar lá. Prepare tudo na semana anterior, você não correrá tanto, então use esse tempo extra para ter certeza de que está com o colete, o short e o número em mãos.

Coloque o número em seu colete, saiba em que início você tem que chegar e também calcule quanto tempo leva para chegar lá. Certifique-se de seguir seu plano e saber o que está fazendo. Controle os controláveis.