Como Superar 5 Maratonas de Desastres
Maratonas

Como Superar 5 Maratonas de Desastres

A própria natureza da maratona significa que às vezes as coisas podem dar errado. Então, o que você faz se as coisas derem errado no meio da corrida?

A própria natureza da maratona significa que às vezes as coisas podem dar errado. Então, o que você faz se as coisas derem errado no meio da corrida?

Você treinou bem, afunilou e carregou carboidratos. Bem feito. No entanto, embora você possa se sentir preparado para o evento, a própria natureza da besta da maratona significa que às vezes 42,2 milhas podem apresentar alguns desafios adicionais. Então, o que você faz se as coisas derem errado no meio da corrida? Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a superar cinco percalços comuns de maratonas.

1. Você fica com cãibras

Se você tiver a infelicidade de sentir cãibras dolorosas durante a corrida, a melhor coisa a fazer é parar e alongar suavemente o músculo afetado. Isso vai lhe poupar mais tempo do que se você tentar mancar. Tente colocar algum líquido extra a bordo na próxima estação de bebidas, de preferência uma bebida esportiva, que ajudará a repor os eletrólitos perdidos pelo suor. Se a cãibra for leve, pode não ser necessário parar. Se você sentir cãibras nos isquiotibiais, por exemplo, encurtar um pouco o passo pode ajudar a aliviar os sintomas.

Se você tende a ter cãibras laterais durante o treinamento, pode ser necessário ajustar a maneira como você respira. De acordo com o atleta olímpico dos EUA, Jeff Galloway, a respiração superficial é uma das razões mais comuns pelas quais os corredores sofrem de cãibras laterais. Para evitar pontos, tente inspirar profundamente ao respirar. Você também deve tentar se concentrar na respiração pelo abdômen, em oposição à inspiração pelo peito. O ideal é que você trabalhe sua técnica de respiração durante o treinamento e não no dia da corrida em si.

2. Você não pode beber

A impossibilidade de tomar uma bebida é mais provável de acontecer se os postos de bebidas estiverem lotados, não porque haja escassez de bebidas. Se você perder uma estação de bebidas, tente não entrar em pânico. Você pode pedir para compartilhar a bebida com um outro corredor (provavelmente você se sentirá mais confortável fazendo isso se estiver correndo com um amigo ou companheiro de clube, em vez de um completo estranho). Se isso não for possível, você precisará esperar até a próxima estação de bebidas, que não deve ser muito longe (água geralmente está disponível em todas as marcas de distância de corrida).

3. Você não consegue acertar suas divisões

Lembre-se de que existem muitas variáveis ​​que podem afetar sua capacidade de atingir seus tempos parciais pré-planejados; desde as condições meteorológicas até simplesmente como você se sente no dia. Você também pode descobrir que o ritmo dos corredores ao seu redor determina o ritmo com que você inicia a maratona.

Se você estiver correndo mais devagar do que o planejado, não entre em pânico. É muito mais fácil acompanhar sua programação de ritmo se você começou muito devagar do que manter seu ritmo se você começou muito rápido.

4. Você está estragado por bolhas

A melhor maneira de tratar uma bolha é tentar evitar que ela aconteça. Para evitar ser vítima de bolhas indesejadas e irritações, você deve usar meias que absorvem a umidade. O ideal é escolher algumas meias específicas para corrida que tenham amortecimento em locais com risco de bolhas, como calcanhares e dedos dos pés.

Você também deve garantir que seus sapatos se encaixem corretamente e que no treinamento você tenha testado os sapatos, meias e kit que usará no dia da corrida. Finalmente, certifique-se de aplicar um pouco de vaselina em todas as áreas propensas a bolhas ou irritação antes da corrida.

5. Você bateu na parede

Quando se trata de bater na parede, a prevenção é definitivamente melhor do que remediar. A súbita fadiga e a dramática desaceleração que você experimenta ao atingir esse estado se devem ao esgotamento dos estoques de glicogênio do seu corpo.

Infelizmente, se você bater na parede durante os estágios finais da corrida, pode ser bem difícil se recuperar, porque mesmo se você levar a bordo um pouco de carboidrato extra, seu corpo demora um pouco para digeri-lo. No entanto, existem muitas maneiras de reduzir a probabilidade de isso acontecer. Carbo-loading nos dias anteriores à corrida e ingestão de carboidratos durante a corrida, combinado com uma estratégia espacial sensata, deve ajudá-lo a se manter forte até o final.