A técnica perfeita de caminhada

A técnica da caminhada perfeitas: 9 dicas para chegar lá!

Tênis de Corrida

Aprender a andar com a postura correta pode ajudar muito a atingir seus objetivos de condicionamento físico. Aqui está nosso guia para a técnica da caminhada perfeita.

Você pode pensar que é a coisa mais natural do mundo, mas a técnica de caminhar de muitos de nós deixa muito a desejar. Você pode ficar um pouco incrédulo com a perspectiva de ouvir exatamente como fazer uma atividade que faz desde os seus cerca de um ano de idade. Mas o fato é que existe um elemento da boa técnica na caminhada que permitirá que você vá mais rápido e mais longe e melhore sua postura.

Dicas para ajudar a melhorar sua técnica de caminhada

1. Cabeça

Não olhe para baixo ao caminhar – olhe para frente (especialmente ao subir colinas). Certifique-se também de não esticar o pescoço para a frente, postura que costumamos adotar quando estamos com pressa.

2. Ombros

Ao caminhar, mantenha os ombros relaxados e permita que os braços se movam com fluidez. Tente encolher os ombros uma vez antes de começar para garantir que não estejam curvados e tensos. Manter os ombros e os braços tensos os desconecta da ação de caminhar, que não é o que você deseja.

3. Braços

Usar os braços corretamente durante a caminhada aumenta o gasto de energia em cinco a dez por cento. Se você estiver caminhando lentamente, os braços devem estar relaxados e ligeiramente flexionados. Conforme você acelera, os braços devem ser dobrados cerca de 90 graus e devem se mover para frente e para trás em um plano reto, em vez de cruzar o corpo (conhecido como asa de frango). Seus braços o ajudarão a ir mais rápido. No entanto, não exagere na ação do braço – não há necessidade de balançar as mãos ao nível do rosto. Eles devem parar em torno da altura do esterno. As mãos devem estar relaxadas, mas não moles, e não cerrar os punhos.

4. Costas

As costas devem estar retas enquanto você anda, permitindo suas curvas naturais – portanto, você não deve se inclinar para trás ou para a frente. Dito isso, uma ligeira inclinação para a frente em subidas de colina é aceitável.

5. Abdominais

Mantenha o umbigo suavemente contraído em relação à coluna enquanto caminha – imagine que você fechou os botões do osso púbico até o umbigo, segurando toda a área entre eles. Mas lembre-se – não prenda a respiração!

6. Pelve e caixa torácica

Mantenha alguma distância entre a parte inferior da caixa torácica e a parte superior da pelve. Imagine que você está partindo do esterno ao caminhar, para manter o peito aberto e a caixa torácica ligeiramente para a frente. Imagine também que sua pélvis é um balde d’água e que você está tentando não derramar nada, evitando incliná-lo para frente ou para trás.

7. Pernas

Imagine que suas pernas começam na cintura, não na virilha, e realmente as estendem a cada passo de caminhada.

8. Joelhos

O joelho dobra quando a perna puxa para atingir o solo. Não aperte os joelhos tensionando os músculos das coxas ou levantando os joelhos muito alto.

9. Tornozelos e pés

Tente andar com os tornozelos soltos. Imagine que seu pé está pendurado em vez de rígido entre as batidas. É muito mais fácil fazer isso com os pés descalços do que com sapatos ou botas, mas é importante porque as articulações do tornozelo e do joelho funcionam sinergicamente, então tornozelos rígidos têm um efeito prejudicial sobre os joelhos. Quanto aos pés, o calcanhar atinge o solo primeiro, depois, à medida que o corpo se move para a frente, você rola para empurrar a planta do pé e os dedos dos pés.

Portanto, na próxima caminhada, pense muito sobre a sua postura. Sabemos que há muito a contemplar de uma vez, especialmente se você for novo na rotina. Mas mesmo se concentrar em cada aspecto particular, um de cada vez, melhorará sua forma geral. E logo todo o seu corpo dominará a técnica perfeita de caminhada.

Tênis de Corrida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.